O valor de Cristo

“Mas o que para mim era lucro passei a considerá-lo como perda por amor de Cristo;
sim, na verdade, tenho também como perda todas as coisas pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como refugo, para que possa ganhar a Cristo, e seja achado nele, não tendo como minha justiça a que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé;”

Filipenses 3:7-9

Todos nós temos valores pessoais, sejam eles: pessoas, coisas, convicções, crenças, sonhos, objetivos... Enfim, temos algo pelo qual não abrimos mão por nada neste mundo.

Mas será que isso é errado? Minha resposta é “talvez sim” e “talvez não”.

Por que existe alguém que é infinitamente mais valoroso e precioso que qualquer um desses valores, esse alguém é Cristo.
E Cristo tem esse imensurável valor não por que nós damos este valor a Ele, mas por que Ele é tremendamente valoroso e glorioso desde o início!
O apostolo Paulo era um homem cheio de valores e de plenas convicções, firme em suas crenças... Mas quando Jesus se manifestou a ele, então tudo aquilo pelo que ele mais presava perdeu o valor e como lemos sua declaração no versículo acima: “...sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como refugo, para que possa ganhar a Cristo...”
E diante do soberano valor de Jesus eu afirmo que “sim” os seus valores são um problema se eles ainda são aquilo que rege a sua vida, se a sua vida gira em torno dos seus valores, eles são um problema.
Inclusive, até mesmo esses valores pessoais fazem com que muitos se acheguem a Cristo, não por se identificar com o valor de Cristo, mas na esperança de alcançar esses valores através de Cristo...
Mas se estivermos dispostos a abrir mão desses valores, como fez Paulo, se submetermos nossos valores a Cristo, se compararmos esses valores com os valores de Cristo e tivermos a disposição de abandonar tudo e qualquer coisa por amor a Cristo, para termos a Cristo e sermos achados n’Ele... Isso quer dizer que na verdade colocamos nossos valores nos seus devidos lugares: “Sujeitos a Cristo”

Oro pra que você encontre este equilíbrio, onde Jesus é infinitamente mais valioso e precioso que qualquer outra coisa ou pessoa neste mundo! Amém!

Deus te abençoe...

História da Igreja (07) - Os Pais da Igreja


  • Ante-nicenos
  • Nicenos e Pós-nicenos
  • Ortodoxos
  • Nomes Importantes

Motivação - Qual é a sua?





Gostaria de falar sobre algo que tem extrema importância, algo que indispensável e digno de todo o nosso cuidado, algo que é essencial para a saúde da nossa vida cristã, mas que passado despercebido ao longo dos nossos dias.

A nossa “motivação”. Como ela está? Será que nossas motivações são corretas?  É possível fazermos a obra de Deus, participarmos das coisas de Deus e mesmo assim desagrada-lo?

A resposta é SIM!